“ (...) a associação sindical constituída pelos trabalhadores nele filiados, que exercem a sua actividade profissional exclusivamente correlacionada com o sector da aviação civil,
aeródromos, aeroportos e navegação aérea”. “ (...) exerce a sua actividade em todo o território nacional”.
dos Estatutos do SITAVA

SITAVA

Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos

 

1 2 345678

image

image

image

image

image

image

image

image

<< >> Play > Stop

Não ao Retrocesso Social

Boletim Igualdade

Indústria em Portugal

Estacionamento para todos os trabalhadores

Tal como anteriormente anunciado, o SITAVA reuniu ontem no Ministério das Infraestruturas e Habitação, onde, mais uma vez, voltámos a abordar com as pessoas diretamente envolvidas na solução o problema da falta de estacionamento automóvel no aeroporto de Lisboa. Este problema afeta, obviamente, todos os trabalhadores, mas afeta em especial aqueles que são obrigados a laborar em horários não servidos pela já muito depauperada rede de transportes públicos.

Por parte do ministério, foi-nos dado conhecimento de toda a atividade entretanto desenvolvida pelo grupo de trabalho, nomeadamente, que foi, finalmente, assumido pela concessionária dos aeroportos portugueses, a ANA/VINCI, que o estacionamento automóvel para os trabalhadores aeroportuários nos aeroportos nacionais, é um problema muito sério que tem de ser resolvido. No que respeita ao aeroporto Humberto Delgado, a resolução definitiva chegará com as obras de remodelação do aeroporto que, como se sabe, têm previsão de início ainda este ano.

Ler mais…

 
A luta pelo estacionamento deu frutos

Como sabeis, desde 2015, que o SITAVA tomou em mãos o grave problema da falta de estacionamento sentido por todos os trabalhadores que labutam diariamente no aeroporto Humberto Delgado em Lisboa.

Durante todo este período, umas vezes com mais visibilidade, outras fazendo o trabalho de bastidores longe dos holofotes, mas nem por isso menos importante, temos vindo em cada momento a disponibilizar a informação possível.

É do conhecimento público que o SITAVA, desde um primeiro pré-acordo com o Governo em que estava também envolvida a Camara Municipal de Lisboa, até a reuniões com o Conselho de Administração da ANA Aeroportos e com a autarquia dos Olivais, assim como com a comissão de utentes dos bairros afetados pela ação da EMEL, tem feito de tudo.

Ler mais...

 
SPdH/Groundforce — Mais um passo no sentido certo

Terminou neste mês de Agosto uma fase muito importante para a concretização de um objetivo comum à generalidade dos trabalhadores da SPdH/Groundforce: a revisão do AE, com uma perspetiva de melhoria das condições de vida e de trabalho, concretamente da organização dos tempos de trabalho, além da consolidação de algumas importantes melhorias remuneratórias.

Foram muitas reuniões e dezenas de horas de trabalho que geraram quase 300 propostas e contrapropostas de alteração ao AE. Muitas destas não passaram de meros exercícios, mas de grande utilidade na medida em que nos permitiram aprofundar o conhecimento sobre a realidade que é hoje a nossa empresa.

Ler mais...

 
Portway — As consequências da irresponsabilidade

Desde o último comunicado emitido em conjunto com outros sindicatos, que o SITAVA vem alertando para uma inqualificável manobra levada a cabo por gente sem escrúpulos com interesses regionais, que, visando apenas o assalto ao poder dentro de uma organização sindical, está a comprometer seriamente o futuro de todos os trabalhadores da Portway.

Afirmámos antes, e reafirmamos agora, que o projeto de Acordo de Empresa a que chegámos (todos os sindicatos e a empresa), É GLOBALMENTE MAIS VANTAJOSO PARA OS TRABALHADORES. Esta é a verdade. Provamo-la e desmentimos categoricamente quem disser o contrário.

Foi afirmado por esta gente na DGERT, que não assinam aquilo que acordaram, porque os trabalhadores nos plenários votaram contra. Todos sabem que isso é completamente falso. Apenas mesquinhos interesses pessoais de alguns, os leva a não assinar o que antes tinham acordado. Nada temos contra essa organização sindical, mas a irresponsabilidade está a colocar em causa o futuro de todos.

Ler mais…

 
Portway — É fundamental a assinatura do novo A.E.

Desde o passado mês de Fevereiro que os sindicatos representativos dos trabalhadores da Portway, andam em conversações com a empresa, com vista à negociação de um AE que dê a resposta possível, às justas aspirações dos trabalhadores.

Desde logo ficou claro para todos, que qualquer sindicato só por si, muito dificilmente conseguiria levar a água ao seu moinho. Desde esse momento, foi proposto e aceite, que nos uníssemos, que esquecêssemos aquilo que nos dividia e que, em nome dos trabalhadores, fizéssemos um esforço para nos entendermos. Tínhamos, e temos, a certeza que isto era, e é, o desejo dos trabalhadores porque só assim conseguiríamos algo melhor que aquilo que hoje existe. Atente-se no ditado popular “a união faz a força”.

Todos os sindicatos aceitaram o desafio, e podemos afirmar, que foi bonito de se ver o empenho de todos, num esforço conjunto de unidade, que veio a culminar numa proposta comum de AE, que abrangia todos os trabalhadores das duas atividades, e onde todos se reviam. Esta proposta, ao fim de muitas dezenas de horas de discussão, conseguiu incorporar as opiniões de todos. Tínhamos, finalmente uma proposta de consenso para apresentar à empresa. Esta foi a primeira vitória dos trabalhadores.

Ler mais…

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 2 de 86

NOVOS PROTOCOLOS

Instante Sindical

Segurança e Saúde no Trabalho

Sítio dos Direitos

Guia de Direitos