“ (...) a associação sindical constituída pelos trabalhadores nele filiados, que exercem a sua actividade profissional exclusivamente correlacionada com o sector da aviação civil,
aeródromos, aeroportos e navegação aérea”. “ (...) exerce a sua actividade em todo o território nacional”.
dos Estatutos do SITAVA

SITAVA

Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos

 

1 2 345678

image

image

image

image

image

image

image

image

<< >> Play > Stop

Não ao Retrocesso Social

Boletim Igualdade

Indústria em Portugal

Grupo SATA — É triste! A História repete-se!

Ao tomarmos conhecimento da comunicação da Vogal do CA da Sata Air Açores, eleita pelos trabalhadores, de que a Comissão de Trabalhadores também fez eco e apoia, ficámos deveras surpreendidos e preocupados com a deliberação do novel CA.

A actual situação económica/financeira do Grupo Sata, não nos parece propícia – antes pelo contrário – a estes “luxos”, a não ser, que existam fortes razões para isso, e nesse caso deveriam estas ter sido devidamente esclarecidas aos órgãos representativos dos trabalhadores existentes na empresa, o que nos parece não ter acontecido. Provavelmente existirão razões que a razão desconhece, mas mesmo essas seria bom conhecê-las.

Ler mais…

 
Tribunal do Trabalho do Funchal condena Portway por violação da Lei da Greve

O SITAVA foi recentemente informado de uma decisão o Tribunal do Trabalho do Funchal, que veio trazer aos trabalhadores da Portway, o merecido reconhecimento na sua dura luta contra as arbitrariedades da empresa.

Efetivamente, no processo n.o 1060/17.0Y4FNC, a Portway foi condenada a pagar uma multa (coima) de € 9.200,00 por violação da lei da greve devido a ter marcado faltas injustificadas a dezassete trabalhadores, a quem pretendeu negar o direito a fazerem greve, em abril e maio do passado ano.

Ler mais…

 
A SATA tem novo Conselho de Administração

O SITAVA esteve no passado dia 29 de agosto a convite da empresa, presente numa reunião de apresentação do novo Conselho de Administração da SATA, recentemente empossado.

A reunião realizou-se em Lisboa, e as razões apontadas, as quais compreendemos, foram a racionalização de custos, e a possibilidade de desenvolver outros contactos para alem da apresentação aos sindicatos.

O Presidente do Conselho de Administração começou por fazer uma análise – embora sumária – da situação da empresa, carregando sobretudo na tónica da difícil, mas possivel recuperação das empresas do grupo SATA.

Ler mais…

 
TAP — Mais uma oportunidade perdida

Tal como enunciado na nossa informação 05/2018 do passado dia 7 de agosto, realizou-se ontem, dia 21, a reunião com o Conselho de Administração da TAP, cuja ordem de trabalhos contemplava apenas a aplicação do ponto nove do protocolo assinado em 11 de junho, já em vigor para todos os trabalhadores de terra. Como foi largamente informado, ficou salvaguardado nesse protocolo que se qualquer outra matéria, considerada mais vantajosa, fosse acordada com outro sindicato, aplicar-se-ia a todos os trabalhadores abrangidos.

O Conselho de Administração informou o SITAVA das matérias acordadas com o sindicato que não tinha subscrito o protocolo de 11 de junho, que, como se sabe, apenas se aplicam à categoria profissional de TMAs. Tal como também lembrámos na informação já citada, a mentira tem perna curta. De nada serviram os boatos e as calúnias tentando fazer crer que haveria matérias exclusivas deste ou daquele sindicato. Com é óbvio, tudo o que foi negociado, e não foi muito, é para aplicação a todos os trabalhadores dessa categoria profissional.

Ler mais…

 
Portugália — A unidade dos trabalhadores voltou a dar frutos

Na sequência da grande unidade demonstrada pelos trabalhadores da Portugália, foi possível concluir, ao fim de várias reuniões de duras negociações, o processo negocial que decorria há já várias semanas. O resultado que está agora nas vossas mãos é, na opinião da Comissão Negociadora, mais um significativo avanço na melhoria das condições de vida e de trabalho, só possível pela grande unidade demostrada pelos trabalhadores em torno do seu Sindicato.

Fazendo jus ao título deste comunicado, não podemos deixar de alertar que, se por um lado a liberdade sindical coloca na esfera pessoal de cada um a responsabilidade de se sindicalizar ou não, por outro, não é menos importante ter em mente que o que agora se conseguiu é fruto da força que os trabalhadores sindicalizados dão ao seu sindicato.

Ler mais…

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 2 de 78

Instante Sindical

Segurança e Saúde no Trabalho

Sítio dos Direitos

Guia de Direitos