“ (...) a associação sindical constituída pelos trabalhadores nele filiados, que exercem a sua actividade profissional exclusivamente correlacionada com o sector da aviação civil,
aeródromos, aeroportos e navegação aérea”. “ (...) exerce a sua actividade em todo o território nacional”.
dos Estatutos do SITAVA

SITAVA

Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos

 

1 2 345678

image

image

image

image

image

image

image

image

<< >> Play > Stop

Não ao Retrocesso Social

Boletim Igualdade

Indústria em Portugal

Comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio

 

As comemorações anuais de datas históricas como a do 25 de Abril e a do 1º de Maio ganham, nos contextos político e económicos actuais, especial relevo e uma importância acrescida.

Ler mais...

 

 
Execução Orçamental do 1º Trimestre

No comunicado que antecedeu a publicação da Síntese da Execução Orçamental do 1o trimestre do ano, o Governo congratula-se pelo défice atingido. Verificamos, no entanto, que o Governo tem muito poucos motivos para festejos: o défice da Administração Central e Segurança Social foi de 1 334,7 milhões de euros entre Janeiro e Março, três vezes superior ao verificado em igual período de 2012 (434,2 milhões de €), confirmando o prognóstico de uma profunda espiral recessiva.

Ler mais...

 
Contra a Exploração e o Empobrecimento. Uma vida melhor. Existem Alternativas

 

A política do Governo PSD\CDS é uma monstruosidade fiscal, é económica e socialmente desastrosa e politicamente insustentável.

As perspectivas de novos cortes nas funções sociais do Estado, nos direitos dos trabalhadores dos sectores público e privado, nas prestações de desemprego e doença, nos direitos dos jovens, reformados e pensionistas, confirmam o fracasso do memorando da troica e da política de direita e indicia a acentuação do empobrecimento das famílias e do país.

Persistir na austeridade e recessão é acrescentar mais corte na despesa social, destruir o emprego e fomentar o desemprego, aprofundar as injustiças e as desigualdades sociais, aumentar o défice e a dívida, fragilizar a democracia e a soberania.

A necessidade de uma mudança de política e de governo torna-se, neste contexto, uma questão incontornável que ganha cada vez mais consenso na sociedade portuguesa.

Existem alternativas à política até agora seguida pelo Governo PSD\CDS.

Ler mais...

 

 
ASSEMBLEIA GERAL ELEITORAL

 

Veja do documento aqui.

 
É preciso travar a política de calamidade pública. Existem Alternativas!

 

A pretexto da decisão do Tribunal Constitucional considerar inconstitucionais algumas normas do OE de 2013, o Governo do PSD-CDS anunciou uma brutal ofensiva contra os trabalhadores da Administração Pública e as funções sociais do Estado (Saúde; Segurança Social; Educação). Persistindo na violação de direitos, liberdades e garantias constitucionais, o Governo procura fazer crer que é a Constituição da República Portuguesa que não se compadece com a realidade, quando na verdade é a sua política que, estando de costas voltadas para a Lei Fundamental e a resolução dos problemas do povo e do país, provoca a destruição do tecido económico e social, fragiliza a democracia e põe em causa a soberania.

A ideia de que o Estado português tem uma despesa social superior à média europeia (dados de 2011) não passa de um embuste.

Ler mais...

 
<< Início < Anterior 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 Seguinte > Final >>

Página 67 de 77

Instante Sindical

Segurança e Saúde no Trabalho

Sítio dos Direitos

Guia de Direitos